Como sua carreira pode mudar com um MBA

Como sua carreira pode mudar com um MBA

 

Cursar um MBA pode ser o caminho mais curto para a conquista de importantes transformações na trajetória profissional ou início de uma nova trilha. Quem procura um MBA geralmente está em busca de conhecimento, expandir horizontes e aprimorar networking em sua área de atuação.

Algumas vezes, esses resultados chegam mais rápido do que se espera, traduzindo-se em oportunidades imediatas de ascensão profissional e, outras vezes, até mesmo novas carreiras.

Os profissionais especialistas estão ganhando cada vez mais poder nas empresas. Levando a uma mudança também nos itens a ser considerados na hora de decidir pelo MBA mais adequado.

Conhecimento é sempre válido e valorizado, e os profissionais de recursos humanos e recrutamento são unânimes quando o assunto é a preferência pelo executivo atualizado. Significa dizer que, embora haja áreas com maior ou menor empregabilidade, os cursos de especialização são sempre vistos com bons olhos. O que mudou foi o perfil de profissional que o mercado busca.

A velocidade com que os cenários e ambientes mudam atualmente e a chegada da digitalização e conectividade trouxeram com elas a Era das Especializações, em que há espaço e necessidade para o aprofundamento nas informações e no conhecimento.

Estudo indica que 65% dos empregos que a nova geração de profissionais ocupará em alguns anos nem sequer existe hoje, mas já é possível se preparar para eles.

A onda de digitalização provocará rupturas e importantes mudanças nas competências procuradas no mercado de trabalho no curto prazo. É verdade que empresas e profissionais já se adaptaram a revoluções antes – dos caixas de banco aos representantes de atendimento ao cliente, dos datilógrafos aos processadores de textos e assistentes pessoais – e recriar trabalho não é novidade.

A diferença agora, é que o ciclo de vida das competências é mais curto do que nunca e a mudança está acontecendo em uma escala sem precedentes.

Com ciclos de competências mais curtos do que nunca, a projeção é que 65% dos empregos que a Geração Z terá dentro de dois anos e meio nem sequer existe ainda. Mas, se de um lado não se sabe ao certo que trabalhos serão esses, de outro é possível prever as áreas de maior empregabilidade e que especializações serão valorizadas nesse futuro próximo.

As competências humanas estão sendo cada vez mais valorizadas, portanto, não serão substituídas por robôs. Desenvolvimentos na área da inteligência emocional, flexibilidade e criatividade serão habilidades muito procuradas.

Diante desse novo cenário, a escolha do MBA precisa quebrar paradigmas e considerar o mundo previsto para daqui a dois anos. Decida a área em que deseja se especializar e, com base nisso, busque os cursos que tragam maior foco nas chamadas People Competences e desenvolvimento pessoal.

Quem se prender ao escopo das atividades manuais, rotineiras e processuais será engolido pelo mercado e substituído por máquinas.

Fonte: Guia do MBA Estadão.

 

Jussara Costa

Jussara Costa

Coordenadora dos programas de MBA Global Business Experience da S.E.DA. Executive Education no Brasil e Dublin. Master in Business Administration pela Ohio University, MBA em Gestão de Negócios pela FGV EAESP, Pós-MBA em Liderança Colaborativa e Docência Empresarial, com extensão internacional pela Columbia University em NYC, University of California, Berkeley em San Francisco, Babson College em Boston, Johns Hopkins em Washington e Shanghai Jiao Tong University na China. Empreendedora e Coach em programas de Educação Executiva.

Adicionar comentário